SOBRE MIM


Leonina de 34 anos bem vividos. Nasci em Salvador, mas amo Teresina. Cidade onde moro e quero viver os meus dias bem felizes. Uma mistura de Pollyana com Peter Pan. Vivo em "Busca da Terra do Nunca" achando que tudo acontece para o meu bem. Faço aqui minha catarse e minha terapia. Tenho me refeito a cada dia com minhas próprias reflexões. Sou uma criatura alegre e feliz. Meu maior sonho: SER MÃE!




MEU MANTRA


"Entrego
Confio
Aceito
Agradeço"
(Hermógenes)




CONTATOS IMEDIATOS


Anucha Melo anuchamelo@uol.com.br anuchamelo@hotmail.com Meu flog





HUMOR






O QUE TOCA MINHA ALMA


A vida em preto e branco
Ambidestro
As Anormais
A casa de papel
Loba, corpus et anima
A pergunta que não quer calar
A dona do amor
Brinquedoteca
Brincando com Clarinha
Beth Boop
Bem aqui assim
Blônicas
Colcha de retalhos
Casa da Tuka
Carpinejar
Coisas de Bruna
Casa de Boneca
Coisas de Deus
Conversa de mulheres
Casa de Rubem Alves
Artes com trastes...
Cabaré do Marquim
Nadica de Nanda
Diário de Mim Mesma
Dani Rêgo
Dani-se
Enquanto não durmo
Entre tantas
Flog da Tyci
Flog da Claudinha CB
Teófilo Lima - flog
Guinho flog
Gualberto Jr
Heart's Place
Hai-kai do Daniel
Leila Eme
Ladra do bem
Linda Menininha
Meu flog
Oceanos e desertos
Piauimagens
Queira ouvir
Quadrado quase perfeito
Ser sentido
Superfície da alma
Sonhos e realidades
Salto Quebrado
Sol cultura
Tenho que me perder...
Templo de Hecate
Todas as minhas vidas
Um amor pra recordar
Um dia a gente aprende
Verbo amar
Voando pelo céu da boca
Tô sabendo
Ventania
Mudanças e adaptações
Tarde de chuva
Palpiteira
Verdes Verdades
Humores
Cambalhotas de Irrealidades
Diário Evolutivo
Blog da Onça
Em poucas palavras
Blog da Florcita
Faxina
Sentir é um fato
Femme Sapiens
Viver em segredo
Viajante
Dance with me?
Madrugada na sala
Luz de Luma
Batendo asas
Meu mundo
Deixa eu quieto
Nosso Quintana
As filhas do dono
Caminhar
Avesso dos ponteiros
O Pluto é filho da pluta
Reallidade torta
Bloco do eu sozinho
O Rebelde
Jardim das Violetas
Quem sabe uma (quase) Bridget?
Opiniões femininas
Palavras
Esferográfica azul
Giramundo gira eu girassol
Rainha de Copas
Neurose de mim mesmo
Gérbera Laranja
Cantos Gerais
Cosmopolitan Girl
Adoro reticências...
Som de cor de mim
Flog da Paulinha
Blog da Mari
Terehell
Blog da Magui
Entendeu ou quer que eu desenhe?
Blog da Caíla
Café do Dom
Blog da Oda
Donaella





SELO



Se eu tivesse mais alma para dar, eu daria. Isso para mim é viver!





O QUE VIVI


01/12/2006 a 15/12/2006
16/11/2006 a 30/11/2006
01/11/2006 a 15/11/2006
16/10/2006 a 31/10/2006
01/10/2006 a 15/10/2006
16/09/2006 a 30/09/2006
01/09/2006 a 15/09/2006
16/08/2006 a 31/08/2006
01/08/2006 a 15/08/2006
16/07/2006 a 31/07/2006
01/07/2006 a 15/07/2006
16/06/2006 a 30/06/2006
01/06/2006 a 15/06/2006
16/05/2006 a 31/05/2006
01/05/2006 a 15/05/2006
16/04/2006 a 30/04/2006
01/04/2006 a 15/04/2006
16/03/2006 a 31/03/2006
01/03/2006 a 15/03/2006
16/02/2006 a 28/02/2006
01/02/2006 a 15/02/2006
16/01/2006 a 31/01/2006
01/01/2006 a 15/01/2006
16/12/2005 a 31/12/2005
01/12/2005 a 15/12/2005
16/11/2005 a 30/11/2005
01/11/2005 a 15/11/2005
16/10/2005 a 31/10/2005
01/10/2005 a 15/10/2005
16/09/2005 a 30/09/2005
01/09/2005 a 15/09/2005
16/08/2005 a 31/08/2005
01/08/2005 a 15/08/2005
16/07/2005 a 31/07/2005
01/07/2005 a 15/07/2005
16/06/2005 a 30/06/2005
01/06/2005 a 15/06/2005
16/05/2005 a 31/05/2005
01/05/2005 a 15/05/2005
16/04/2005 a 30/04/2005
01/04/2005 a 15/04/2005
16/03/2005 a 31/03/2005
01/03/2005 a 15/03/2005
16/02/2005 a 28/02/2005
01/02/2005 a 15/02/2005
16/01/2005 a 31/01/2005
01/01/2005 a 15/01/2005
16/12/2004 a 31/12/2004
01/12/2004 a 15/12/2004
16/11/2004 a 30/11/2004
01/11/2004 a 15/11/2004
16/10/2004 a 31/10/2004
01/10/2004 a 15/10/2004
16/09/2004 a 30/09/2004
01/09/2004 a 15/09/2004
16/08/2004 a 31/08/2004
01/08/2004 a 15/08/2004
16/07/2004 a 31/07/2004





MEU IBOPE









LAYOUT


Template by Pattie


CRÉDITOS


Blog da Pattie - La mia vita tra le dita !


La mia vita tra le dita



Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com



Getty Images







Feliz encontro

Hj, eu tive o prazer de entrevistar o meu querido amigo Marcelo Evelin. Falo assim, com essa intimidade toda, amigo, porque acho que quando a gente quer bem a alguém, quer que ele se dê bem, adora a companhia dele, se toca quando ele te diz as coisas e sente saudade da presença dele quando ele está fora... ah, então isso é ser/ter um amigo.

Marcelo é um cara que eu admiro e quero bem. O chamo de meu marido... e, se ele não resolver se estressar muito, vou confessar aqui pra vcs que, há 3 anos, nós combinamos que UM DIA a gente ainda vai ter um filho junto. Do modo tradicional memso. Como duas pessoas que se gostam, se respeitam e querem prolongar a espécie. Mas isso assim... se eu não encontrasse um grande amor, que topasse dividir essa alegria comigo e se ele realmente decidisse ter um filho.

Bem, o fato é que a gente ficou conversando bem muitão depois da entrevista. Ele me disse umas coisas tão bacanas sobre ir buscar a gente lá dentro da gente (o tal eu interior), aprender a viver sozinho e gostar da própria companhia, ter esperança de que as coisas boas vêm pras pessoas boas, que sofrer é um processo inevitável e importante pra gente se depurar, se melhorar, que o mundo dá voltas e o que tiver que ser... será. Poxa, foi tão bacana... conversar com alguém tão especial... me deu a idéia de que eu preciso mesmo ter alguém com quem conversar... alguém que depois não use o que eu disse contra mim... (Renato Russo)

VOU FAZER TERAPIA. PRONTO! TÁ DECIDIDO. COMEÇO DEPOIS DO CARNAVAL.

Vou pro VTS com Marquim, Stelma, Aline, Sandro, Amaro, Bebê e, talvez, o Luiz apareça! Inté, então. Hj tô mais ou menos. Mas vou ficar bem. Prometo a mim e a vc, que me quer bem!

 

 

 

 

 



Escrito por Anucha às 19h07

[ ]

[ ]

[ envie esta mensagem ]



Image hosted by Photobucket.com



ME LEVE, DE LEVE, DE NEVE... de coração!

(incidental vavá ribeiro)

 

A Kariny Sousa entrou no meu blog ontem e deixou um monte de msg bacana. E sugeriu uma música para eu postar aqui. Parecendo estar em sintonia com o que andei pensando na noite passada... 

 

PRA RUA ME LEVAR

ANA CAROLINA

 

“NÃO VOU VIVER

COMO ALGUÉM QUE SÓ ESPERA UM NOVO AMOR

HÁ OUTRAS COISAS NO CAMINHO ONDE VOU

ÀS VEZES ANDO SÓ TROCANDO PASSOS COM A SOLIDÃO

MOMENTOS QUE SÃO MEUS E QUE NÃO ABRO MÃO.

JÁ SEI OLHAR O RIO POR ONDE A VIDA PASSA

SEM ME PRESCIPITAR E NEM PERDER A HORA

ESCUTO NO SILÊNCIO QUE HÁ EM MIM E BASTA

OUTRO TEMPO COMEÇOU PRA MIM AGORA.

VOU DEIXAR A RUA ME LEVAR

VER A CIDADE SE ACENDER

A LUA VAI BANHAR ESSE LUGAR

E EU VOU LEMBRAR VOCÊ.

É, MAS AINDA TENHO MUITA COISA PRA ARRUMAR

PROMESSAS QUE ME FIZ E QUE AINDA NÃO CUMPRI

PALAVRAS ME AGUARDAM UM TEMPO EXATO PRA FALAR

COISAS MINHAS, TALVEZ VOCÊ NEM QUEIRA OUVIR.”

 

Eu já tinha ouvido essa música uma porrada de vezes lá no Egipe. A Aline até me deu o CD. Mas a música ainda não tinha feito sentido pra mim, sabe? Agora, com o toque da Kariny... pareceu um grito, que me ensurdeceu! Mas eu ouvi!

Ontem, acordei com ressaca. Uma ressaca mais moral que do uísque que tomei no casamento do Flávio e Fábia. Mas... o tempo e um ambiente diferente curam um bocado de coisa que perturba a gente, né?

Pois é. O aniversário do pai da Aline foi só o pretexto pra gente sair dessa loucura da cidade e ir curtir as maravilhas do mato. Depois que todo mundo saiu de lá, entramos no riacho e ficamos curtindo a água morninha: EU, MARQUIM, LÍCIA, ALINE, LIANA, FÁBIO, ALCIONE, MARIA ALICE, NADJA E LUIZ. CARLOS ALBERTO DEU “LOW BETO” FOI CEDO.... O Fábio estava feliz, alegre, alto astral, pra cima... como nunca tínhamos o visto. Todo mundo comentou quando ele foi embora. É bom quando o Fabinho está daquele jeito: LEVE! Só saimos do riacho pra almoçar-jantar. E depois, rede nos barracões, à beira do riacho, estórias de alma penada, velho Al vendo gente do lado dele tipo “sexto sentido”, piada, cantoria, presepadas do Luiz e do Marquim. Fomos dormir lá pras 4h30 da manhã, pode?!

Hoje, café da manhã: sanduíche de galinha desfiada com coca-cola. E depois... cervejinha geladinha e música, muita música. Depois, banho de riacho até 4h30 da tarde e voltamos pra Teresina. Não, sem antes dar uma passada no CLUBE, o Casarão. Mas tava desfalcado... num tinha quase ninguém. Jantamos e fomos brincar de brasa: CADA QUAL PRAS SUAS CASAS!

Escrito por Anucha às 20h54

[ ]

[ ]

[ envie esta mensagem ]



Image hosted by Photobucket.com



VOLTO JÁ, TA?!

GENTE, TÔ SAINDO AGORA PRO SÍTIO DA ALINE. ELA TÁ ESPERANDO A TURMA TODA DA MESA 17 LÁ NO RECANTO PRA UMA BOA CERVEJADA. EITA, DIACHO! TÔ INDO COM A LÍCIA E O MARQUIM. O STANLEY E A STELMA VÃO JUNTO.

ONTEM, CASAMENTO DO FLÁVIO E DA FÁBIA. LINDO, MARAVILHOSO. ELES EMRECEM SER FELIZES. EU, TAVA DIFERENTE. ACHO QUE NÃO SEI MAIS ESTAR EM CASAMENTO. TALVEZ, FREUD OU JUNG EXPLIQUEM...

VIM SÓ DAR MEU BEIJO E DIZER QUE, CADA VEZ MAIS, GOSTO DE VIR AQUI CONTAR DE MIM. COMO EU DISSE AO CHICÃO ONTEM... OUTRO QUE VEM AQUI E NUNCA DEIXA PISTA... SE EU TIVESSE MAIS ALMA PRA DAR, EU DARIA. ISSO PRA MIM É VIVER!

E PRA FECHAR... LEILA PINHEIRO.

"AMOR,

VIM TE BUSCAR EM PENSAMENTO.

CHEGUEI AGORA NO VENTO.

AMOR, NÃO CHORA DE SOFRIMENTO.

CHEGUEI AGORA NO VENTO.

EU SÓ VOLTEI PRA TE CONTAR.

VIAJEI. FUI PRA SERRA DO LUAR.

EU MERGULHEI... AH, EU QUIS VOAR.

AGORA, VEM.

VEM PRA TERRA DESCANSAR.

VIVER É AFINAR UM INSTRUMENTO.

DE DENTRO PRA FORA.

DE FORA PRA DENTRO

A TODA HORA.

A TODO MOMENTO.

DE DENTRO PRA FORA.

DE FORA PRA DENTRO (...)

TUDO É UMA QUESTÃO DE MANTER

A MENTE QUIETA,

A ESPINHA ERETA

E O CORAÇÃO TRANQUILO..."

 



Escrito por Anucha às 12h29

[ ]

[ ]

[ envie esta mensagem ]



Image hosted by Photobucket.com



Comentário vira post...

Uma criatura muito bacana que vez por outra pinta por aqui, deixou esse comentário no post de anteontem. E eu me senti muito tocada. Acho que devo compartilhar com vcs também. Bjs

Sanka][sankadelua@yahoo.com.br][sanka.delua.zip.net]
"A fórmula é perseverança e paciência – isso já me ensinaram. Só não me disseram se a gente nasce com elas, ou se temos de aprender a tê-las. Se é nato, não fui contemplada. Se é aprendizado, sou repetente! Por isso continuo de “peito aberto, e coração cantando”.

Só pra controle: a minha noite ontem foi muito legal. Festa do Meio Norte. Documentário feito por mim elogiado pelo presidente PG. Massagem no ego. Sentimento de dever cumprido. Passada rápida no Cabaré do Marquim. Que nem foi tão rápida assim. Ainda tomei dois camparis. De lá, passada mais rápida ainda no MPBar com Lícia, Stelma, Tatiana, Marido e Marida. Beijos e abraços em gente que eu quero bem: Cíntia Silveira (que precisa do meu colo e eu vou dar, claro!), Sayonara Holanda (que conheceu minha lindinha Dedila e se encantou), Roraima (que vai fazer show imperdível com o Jabuti Fonteles no MPBar sábado e eu vou perder) e ainda... Stanley, Luiz, Alcine e Paula. Saída rápida para um programa bem mais calmo (ou nem tanto) e que me deixou bem mais feliz (ou nem tanto). Ah, não posso ser explícita sobre tudo sempre, né, gente?! Basta que você saiba que minha cabeça tá melhor do que ontem e pior do que amanhã. Fui.................

 



Escrito por Anucha às 11h49

[ ]

[ ]

[ envie esta mensagem ]



Image hosted by Photobucket.com



DOIS EM UM...

HJ TÔ SEM TEMPO MESMO. TEM FESTA DO SISTEMA MEIO NORTE JÁ JÁ... E EU AINDA NEM ME ARRUMEI. NUM SEI NEM COM QUE ROUPA EU VOU. SÓ SEI QUE O DIA HJ NUM FOI LÁ ESSAS COISAS NAUM. DEVE TER SIDO POR CAUSA DE ONTEM À NOITE.

BEM, O DEBATE NO MEU PROGRAMA ME DEIXOU ANIMADA SOBRE A ESCOLHA CERTA QUE FIZ DA MINHA PROFISSÃO. RECEBEMOS TELEFONEMAS DE TELESPECTADORES ATÉ DE SÃO PAULO, QUE ESTÃO VENDO A PROGRAMAÇÃO DA MEIO NORTE PELA PARABÓLICA DIGITAL. ISSO ME DEIXOU MUITO FELIZ!

AMANHÃ, TEM CASAMENTO DO FLÁVIO E DA FÁBIA. ACHO QUE NUM VOU TER TEMPO PRA POSTAR AQUI. ENTÃO, DEIXO VOCÊS COM UM TEXTO BEM BACANA QUE "CLONEI" DE UM BLOG AMIGO, O DA ADÉLIA TERESA CAMPOS. (Ela me deu autorização...)

PARA VOCÊ QUE SABE DE MIM...

REMANSO

Demoras...
Mas quando voltas me arrebatas
Se hesito me encontras
Compensas vaga indefinição

Agora...
Já me atrai o mergulho
Em lágrimas amalgamadas
Rendo-me ao teu fascínio
Dissipo-me no teu refluir

E eu que só queria estar perto
Entendo o que esperas de mim
Mais do que estar perto ou junto
Almejas fundir-se ao meu ser
Fluindo destravo as comportas
Entrego-me espraiada
Dissolvo-me no teu querer

Adélia Theresa Campos



Escrito por Anucha às 19h46

[ ]

[ ]

[ envie esta mensagem ]



Image hosted by Photobucket.com



SEM EXIGIR-ME...

É ISSO MESMO... Quintana tem razão. Tenho que parar com esse ímpeto de querer que a vida voe, de querer ultrapassar etapas, de querer me esconder de mim mesma, de querer encontrar o que nem mesmo estou procurando, de querer esquecer o que ainda não estou preparada para perder, de querer ser heroína de mim mesma se nem acredito mais em super-heróis, de querer exigir-me uma postura que não assumi de fato, de querer bradar uma felicidade que não é integral, completa e plena.

Não vou dizer aqui que enganei a mim e a vocês, que acompanham as minhas catarses, nesse tempo todo. Nem muito menos o que tenho dito aos meus amigos e queridos companheiros de estrada. Nada disso. Tenho sido sincera. Mas é que a coerência esbarra na primeira situação em que a gente tem que se confrontar com a saudade, a ausência, a história, a vida real (a que mora dentro da gente e só a gente mesmo é que pode saber dela, falar dela e admití-la... se for o caso.)

Não vou relatar nada do que se passou na minha noite de hoje. Talvez dizer que não aceitei o convite irrecusável do Tanzinho de ir pra Mesa 17 encontrar com os meus queridos companheiros de boas risadas nesses últimos dois meses. Optei por ficar em casa, no meu quarto, na minha cama, ouvindo meus discos e falando ao telefone... Nada de querer saber com quem. Aí também já é demais. Basta dizer que é alguém muito querido e que, agora, estou forte para, de peito mais que aberto, admitir: sim, estou sofrendo. Mas toda dor cessa, né? Quando isso acontece de verdade? Alguém tem a fórmula aí?

Lavo minha alma com NÃO É FÁCIL, de Marisa Monte:

"NÃO É FÁCIL / NÃO PENSAR EM VOCÊ. / NÃO É FÁCIL. É ESTRANHO NÃO TE CONTAR MEUS PLANOS, NÃO TE ENCONTRAR... NA VERDADE, EU PRECISO APRENDER. NÃO É FÁCIL, NÃO É FÁCIL. / ONDE VOCÊ ANDA, ONDE ESTÁ VOCÊ/ TODA VEZ QUE SAIO ME PREPARO PRA TALVEZ TE VER. / NA VERDADE, EU PRECISO ESQUECER. / NÃO É FÁCIL, NÃO É FÁCIL... O QUE EU FAÇO? O QUE EU POSSO FAZER? / NÃO É FÁCIL, NÃO É FÁCIL... NA VERDADE, EU NÃO CONSIGO ESQUECER. / NÃO É FÁCIL. É ESTRANHO."



Escrito por Anucha às 00h30

[ ]

[ ]

[ envie esta mensagem ]



Image hosted by Photobucket.com



ANUCHA PENSA NA VIDA...

Fiquei até agora esperando uma pessoa "sem estética" me ligar. Mas sabe que acho que ele amarelou.... (rs)

De qualquer forma, vou atualizar meu blog, meu flog, fazer minha coluna do jornal e... o Stanley acabou de me convidar pra dar uma passada na Mesa 17. sabe que é uma idéia...

Vou tomar banho. Se me inspirar, eu vou.

Deixo vocês com uma do Quintaninha... que acho já foi postada uma vez no blog. Mas acho que ela cabe bem hoje de novo.

"SER FELIZ DE UMA FORMA REALISTA É FAZER O POSSÍVEL E ACEITAR O IMPROVÁVEL. FAZER EXERCÍCIOS SEM ALMEJAR PASSARELAS, TRABALHAR SEM ALMEJAR O ESTRELATO, AMAR SEM ALMEJAR O ETERNO.

OLHE PARA O RELÓGIO: HORA DE ACORDAR!

É IMPORTANTE PENSAR-SE AO EXTREMO, BUSCAR LÁ DENTRO O QUE NOS MOBILIZA, INSTIGA E CONDUZ. MAS SEM EXIGIR-SE DESUMANAMENTE..."



Escrito por Anucha às 21h21

[ ]

[ ]

[ envie esta mensagem ]



Image hosted by Photobucket.com



Dia bacaninha

Conversei um tempão com o Aldo pelo msn. Combinamos um cinema, que acabou furando por causa da chuva e de noitinha ainda tev um papinho pelo cel. Pois num é que as amizades feitas pela net podem mesmo sair do plano virtual. A gente está quase se encontrando pra tomar um chopp. Legal, isso tudo!

Adorei ver os comentários da Adélia, da Vivi e do Pinho aqui no blog. Pôxa, tem muita gente legal vindo aqui, viu? Tem gente que vem e não comenta. Aí me permita meu caro amigo oculto, mas vou denunciar vc. O Alcione, por exemplo, vem aqui quase todo dia. Hj, ele leu uns quatro blogs atrasados... e, ainda há pouco no Detroit, me saiu com essa, mais ou menos assim: "Anuchinha (é como ele me chama, e eu adoro!), tu é muito afetuosa. Sinto que tu precisa mesmo encontrar alguém bacana pra estar do teu lado, pra te dar esse afeto que tu distribui a todas as pessoas que estão à tua volta. E tu dá muito esse afeto. Mas o legal é que tu precisa do afeto também dos amigos, das pessoas e não só de uma única pessoa".

Sabe o que eu disse pra ele? Andas me lendo muito bem, hein, Velho Al?!

Programinha de hj: peixe no VTS com Fábio, Alcione, Marquim e mais uma convidada especial: Lícia Botelho, que acabou descobrindo que o pai dela, o tio Botelho, também foi sócio do Clube VTS. Ela amou. E a gente, claro, mas ainda da cia dela. Arrasou, Botelhão!!! O Hélio e a mãe dele chegaram depois e ajudaram a alegrar mais ainda o ambiente. De lá, passamos no Detroit só pro Fábio, o Marquim, o Alcione e o Sandro, que chegou por lá, tomarem a saideira. Só que esse povo toma a saideira assim: primeiro a S, depois a A, depois a I... e assim vai!

 

 



Escrito por Anucha às 01h01

[ ]

[ ]

[ envie esta mensagem ]



Image hosted by Photobucket.com



ATENÇÃO, GENTE!

Comecei a fazer uns comentários sobre os comentários de vcs. Então, de vez em quando, voltem lá para ver se tem um recadinho meu, tá?! Beijos



Escrito por Anucha às 12h42

[ ]

[ ]

[ envie esta mensagem ]



Image hosted by Photobucket.com



Eu bato pesado...

... acabei de ouvir isso e de uma forma... digamos... pouco agradável. Tipo assim... pra me definir como o seu amigo oculto, alguém falou na roda abertamente que eu sou uma PESSOA QUE BATE PESADO! Sim, mas o que é bater pesado?

É falar a minha verdade sem papas na língua? É dizer o que está engasgado, mesmo que o outro não queira se dar o trabalho de ouvir? É não pensar duas vezes para mandar msg pro cel de quem não tem mais tempo para conversar? É sentir-se ultrajada e não ficar fingindo que é liberal, que tá tudo bem, que não foi comigo, que "VEM CÁ, EU TE CONHEÇO?"...???

Desculpa se eu bato pesado! Não tive a intenção... (quase que eu canto a música do 14 bis, né?) Não quero ofender ninguém, muito menos a quem eu tenho um carinho imenso, uma admiração estampada, um respeito absoluto e um sentimento indefinido...

Mas é que eu gosto mesmo de tudo às claras, preto no branco, pingos nos is, sabe? Gosto de ter chance de olhar no olho e argumentar, ouvir o contra-argumento, debater (se for o caso) e/ou baixar a cabeça e admitir que errei (se a minha verdade não for tão verdade assim...). 

Indagorinha mesmo disse pruns poucos amigos de folia que eu iria deletar um dos posts recentes deste blog. Mas, voltei atrás, pelo fato de que para excluir o post eu teria que me desfazer também dos lindos comentários que ele rendeu. Então, permanece o tal post, mesmo que ele não corresponda mais a verdade. Mas é passado. Já passou!

E eu... fui!

 

 



Escrito por Anucha às 03h00

[ ]

[ ]

[ envie esta mensagem ]



Image hosted by Photobucket.com



Indóceis e livres como eu

 

Já que descobri que tenho alguma coisa em comum com meu colega blogueiro MANOEL PINHO, aí vai mais uma Fátima Guedes pra você. Na verdade, é a música que me fez ficar fãzona dela. E isso já está pra mais de 20 anos, viu?

 

Cheiro de Mato

Ai, ai o mato, o cheiro, o céu

Um rouxinol no meio do Brasil

O Uirapuru canta prá mim

E eu sou feliz

Só por poder ser

Só por ser de manhã, manhã, manhã

Manhã, manhã

Nessa clareira o sol

Se despe feito brincadeira

Envolve quente a todo ser vivente

Da Terra e vai

Canelada, pinholão, não não não não

Não faço nada

Que perturbe a doida a louca passarada

Ou iniba qualquer planta dormideira

Ou assuste as guaribas marinheiras

Encontra ponto com pardais urbanos

Tão felizes soltos dentro dos meus planos

Mas boquiabertos que os meus vinte anos

Indóceis e livres como eu.

 

Hoje, amanheci sem vontade de acordar, de trabalhar, de conversar, de sair de casa. No trabalho, a correria acabou me despertando para responsabilidade de continuar tendo a confiança de quem me indicou para a minha nova labuta matinal. E como eu gosto desse trabalho. Na verdade, eu gosto das pessoas que fazem aquele ambiente de trabalho. Doutora Amariles é uma lição de vida diária pra mim, uma figura que eu admiro e quero bem.

Peguei o Corpo perto de meio dia pra almoçar no The Shooping com Aline. Tamos quase uma quadrilha... onde um tá, o outro tá encangado. E eu acho isso massa. Gente alto astral... é do que eu preciso. A caminho do shopping, uma conversa com o Marquim me fez desabafar, deixei as lágrimas caírem sem culpa. Afinal, não é todo dia que a gente tem que dizer que tá feliz sem estar de fato e de direito. Tô no rumo, mas ainda não cheguei. Um mail, ontem à noite, me deixou pensativa, reticente e melancólica. Conteúdo: “E POR QUALQUER LUGAR ONDE UM DE NÓS FORMOS. SUA LUZ SEMPRE VAI REFLETIR POR TODA PARTE. NÓS FOMOS ROCHA. SUA LUZ NOS TRANSFORMOU EM ESTRELAS!”

Agora, vou me arrumar para ir ao AMIGO OCULTO DA MESA 17 na casa da Aline. Vai ser fuá, viu? Mesmo eu não estando com a corda toda... vou procurar relaxar. Amanhã, passo aqui pra contar pra os que ainda não encheram o saco de ler meus relatos/ catarses / verborragia diárias.

P.s.: Passa lá no flog (www.anuchamelo.fotoblog.uol.com.br

Escrito por Anucha às 19h03

[ ]

[ ]

[ envie esta mensagem ]



Image hosted by Photobucket.com



"FLOR DE IR EMBORA / É A FLOR QUE SE ALIMENTA / DO QUE A GENTE CHORA. / ROMPE A TERRA, DECIDIDA, FLOR DO MEU DESEJO / DE CORRER O MUNDO AFORA. / FLOR DE SENTIMENTO / AMADURECENDO AOS POUCOS, A MINHA PARTIDA. / QUANDO A FLOR ABRIR INTEIRA / MUDA A MINHA A VIDA. / ESPEREI O TEMPO CERTO. / E LÁ VOU EU / E LÁ VOU EU / FLOR DE IR EMBORA, EU VOU / AGORA ESSE MUNDO É MEU!" (Fátima Guedes)

Hoje, amanheci ouvindo música. Pedi ao Stanley pra gravar um mp3 pra mim. E tenho que selecionar umas 100 músicas até amanhã. Pense numa seleção musical... Só o pó da macaúba, como diria o meu querido amigo Laércio Andrade, o Maracajá. Fui, felizmente, interrompida com o convite do Marquinho, Aline e Beto pra ir almoçar. Já tinha tomado uma tacinha de vinho enquanto fazia essa viagem nos meus cds (pq o tempo hj era de vinhozinho e outras coisitas más... Aí, quando chegamos lá entornamos três garrafas de Miollo, nas duas horas que se seguiram até a galinha ao molho pardo chegar.

De lá, claro, fomos pro Clube, que é como está ficando o Casarão pra nossa turma. Todo domingo a gente bate ponto lá... Mesma roda de sempre e mesma alegria de sempre.Tenho sorrido muito nesses dias. Esse povo é muito alto astral. Tudo o que eu tenho precisado. Mas hj eu não estava ali, sabe? É a porra da gangorra de novo. A cabecinha que não pára de pensar, como bem disse o Alcione, tava galopantemente trabalhando. Salada de tudo o que tem se passado na minha vida nos últimos três meses.

Preciso dar uma parada. Voltar pra dentro de mim. Outra viagem insólita. Pra começar tudo de novo... É bem provável que isso acontece do carnaval em diante. Até lá, vou puxando de leve o freio de mão.

Ontem, fomos comer carangueijo no Toinho. Eu, Lícia, Marquim, Aline e Fábio. Num tava muito bom. Aí, a saída foi Casarão. Stelma, tatiana, Alcione, Sandro e Stanley também apareceram. Ficamos um tempão lá. Até que o sono bateu e num deu outra... fui pra casa. Cochilei quase uma hora e acordei com o maior toró. Me arrumei, peguei i Marquim e voltamos pro Casarão. De lá, MPBar pra ver a Dandinha cantar. UMA DAS MELHORES NOITES DA GENTE! Repertório perfeito, a voz dela afinadíssima, a banda boa... mas a chuva não deixou que o show continuasse. Morguei e fui pra casa. Ah, encontrei o Daniel, Gabriel e Cleiber. Saudade desse povo, que esteve tão presente na minha vida nesses últimos anos. Mas é isso aí...

Na sexta, Egipe Pub Bar. Peguei a Lícia e fomos para o que seria uma noite muito, muito animada. A turma toda lá, o Luiz fazendo as palhaçadas dele (imitando uma bichinha) e a mesa inteira se lavando de tanto rir. Apesar de eu ter falado sobre "aquela boca"... não rolou nada. E nem vai mais rolar. Pq eu não quero mais. Sabe quando a gente cisma da boneca? Pois é.

Bem, fiz uma retrospectiva do final de semana. Porque fiquei em falta na atualização. Agora, vou pros braços de morfeu, porque o sono bateu legal, viu? Ah, antes de ir, só pra controle... acabei de chegar do Café Café. Tava comendo um crepe com o Marquim, a Juliatriz e as filhas dela. Bateu uma saudade lá... Mas, deleta! Por outro lado, foi bom ouvir o Marquim e seus conselhos providenciais. Foi legal ficar mais próxima de uma criatura tão pra cima, como a Juliatriz, que é irmã do Fábio Polar. Aliás, Fabinho, tu levou falta hj no clube, viu? Sem diretoria! 

 



Escrito por Anucha às 22h16

[ ]

[ ]

[ envie esta mensagem ]



Image hosted by Photobucket.com



LETRAS GARRAFAIS!

HOJE ESTOU ASSIM... ESPAÇOSA, ME SENTINDO DONA DE MIM, COM VONTADE DE SAIR, ZOAR, CRESCER COM A LUA, BEIJAR NA BOCA E SER FELIZ.

BOM SERIA ENCONTRAR AQUELA BOCA, COM AQUELE GOSTO, COM AQUELA VONTADE DE ASSUMIR O COMANDO, O MANDO E O DESMANDO.

MAS ISSO NÃO ME ESTRESSA. NÃO VOU ME DESCABELAR SE AQUELA BOCA NÃO APARECER. HJ EU ME BASTO, ME SIRVO, ME COMPLETO.

MANCHETE DE PRIMEIRA PÁGINA: ANUCHA ESTÁ VIVENDO!

HOJE QUERO TODOS OS SORRISOS, TODAS AS ALEGRIAS, TODOS OLHARES. E ISSO NÃO É PROVA DA MINHA INSEGURANÇA. É O INDÍCIO DE QUE MINHA SEGURANÇA ESTÁ CHEGANDO. QUE BOM QUE EU VOLTEI A GOSTAR DE MIM. ACHO QUE EU NÃO SEI MAIS VIVER SEM MIM! SE AQUELA BOCA QUISER E PUDER CONVIVER COM ESSE FATO, QUE CHEGUE E SE APODERE DO QUE ESTÁ GUARDADO. MUITO BEM GUARDADO!

P.S..: Vou pegar a Lícia, encontrar a Stelma e a Tatiana e rumar pro Egipe, onde já estão Aline, Alcione e Stanley. É capaz do Beto e do Luiz também aparecerem. O Fábio não. Vai pro Cirano e Cirino. Guenta...



Escrito por Anucha às 20h49

[ ]

[ ]

[ envie esta mensagem ]



Image hosted by Photobucket.com



Ah, como eu queria estar lá...

Êu até que ia escrever bem muitão hj. Mas cheguei do carangueijo, na companhia do Marquim, Aline, Fábio e o filho dele Lucas, e vi que tá passando o Festival de Verão de Salvador. Aí... é porque num dá memso pra perder, sabe, gente?!

Pense numa vontade de estar lá. É um super festival, que acontece no parque de exposições, e simplesmente lota de excelentes atrações e de um público superfiel. Agora, tô aqui vendo o Frejat cantar "Beth Balanço". Eita saudade do Cazuza!

Hj, botei um CD meu do Boca Livre, que eu simplesmente adoro. Ouvi uma música chamada "Folia", que é daquelas que eu falo que fazem parte da trilha sonora da minha vida. Decidi: neste final de semana, vou gravar um cd com as músicas que fazem parte desse rol. Depois, vou elencar aqui pra vocês me conhecerem melhor.

O Marquim me deu a incubência de escolher umas fitas pra botar pra tocar no Cabaré amanhã. É que o som dele se invocou e se toca rádio e fita. Depois de mais uma porrada que ele deu no coitado. Vou procurar as mais mais da minha imensa coleção de fitas cassetes. Amanhã eu vou sentir saudade. Se vou.

Na ida pra TV hj, lembrei do que me disse a Loba no mail, respirei fundo e liguei. Pra nada. Prum boa tarde, bom trabalho e toma lá um beijo. Contato sutil e (des)pretensioso só pra lembrar que eu lembro com carinho e para ser lembrada também, claro.

Na volta da TV, uma conversa com uma amiga aparou outras arestas, que estavam pendentes. Nada como o diálogo, o olho no olho e o resgate da confiança pra dar novo sentido a amizade.

Vou ficar por aqui. Deixando você com um dos toques da Loba pra mim:

"Você deve fazer exatamente o que o seu coração mandar. E olha que, às vezes, o coração fica do lado do corpo e contra a razão..."



Escrito por Anucha às 00h42

[ ]

[ ]

[ envie esta mensagem ]



Image hosted by Photobucket.com



MUDARAM AS ESTAÇÕES

NADA MUDOU...

MAS EU SEI QUE ALGUMA COISA ACONTECEU.

TÁ TUDO ASSIM TÃO DIFERENTE.

SE LEMBRA QUANDO A GENTE

CHEGOU UM DIA A ACREDITAR

QUE TUDO ERA PRA SEMPRE

SEM SABER

QUE O PRA SEMPRE

SEMPRE ACABA.

MAS NADA VAI CONSEGUIR MUDAR

O QUE FICOU...

 

Ouvi a Cássia cantando essa música hoje na volta do trabalho. Foi como se eu nunca tivesse prestado atenção na letra. Desabei num choro de criança quando leva uma queda, sabe? Não consegue parar de chorar...

Nem precisa perguntar porque eu não vou responder. Quem me lê aqui sabe porque me emocionei. Sou gente de carne, osso e alma...

Fui pra primeira sessão de RPG. Legal essa técnica que faz o corpo da gente voltar ao lugar de onde nunca deveria ter saído, pra não provocar dores tão inconvenientes. Acho que ainda vou fazer umas duas sessões pra corrigir problemas posturais, que estavam me levantando a ter uma pequena escoliose de compensação e dores, muitas dores na região do pescoço, trapézio e lombar. Ela disse que eu não poderia mais fazer musculação. Eu pulei lá longe. Imagine! Logo agora que eu me determinei a malhar de verdade pra ganhar massa muscular e levantar o que caiu com a dieta... DE JEITO NENHUM, na entonação do Marquim, claro!

Ao chegar em casa, uma ótima surpresa. Recebi email da LOBA. Na verdade, um retorno ao mail que passei pra ela ontem. Caraca! A criatura foi bem no xis da questão. Me fez pensar nas respostas certas para as perguntas mais certas ainda. E sabe o quê? Adorei dizer sim a maioria delas. Sim, estou certa disso! Peguei o fone pra ligar... mas, nada como um congestionamento de linha pra fazer a gente pensar duas vezes, pesar mais um pouco e deixar rolar. Como bem sugeriu alguém por quem vale a pena abrir um sorriso!

Outra notícia bacana é que o Hermano passou no vestibular para História. Pôxa, legal! Dei tanta força pra ele estudar, aí a gente passou por aquele Tsunami e ele ainda passou em 11º lugar... Parabéns, Nano. Você merece. Aproveite mais essa chance!

Ah, hoje descobri quase sem querer quem é um dos meus mais fiéis visitantes do blog. Apesar de ele ter tentado despistar... já sei quem vc é, viu, seu “publicidade não é arte, é artesanato!” ?!?



Escrito por Anucha às 20h10

[ ]

[ ]

[ envie esta mensagem ]



Image hosted by Photobucket.com



CONTRATURA MUSCULAR...

É isso o que o médico disse que eu tenho. Dr. José Renato, indicado pela Dra. Amaríles. Ele viu o meu estado de não poder nem girar o pescoço direito, nem respirar profundo, nem me agachar... Me proibiu de começar hj a academia. Adiou por uma semana. Passou dois remedinhos, que vão me deixar longe do campari por esta semana inteira. Sugeriu que eu fizesse RPG e também que trocasse a cadeira aqui do computador. Procurar uma ergonômica. Achei na Terrasse. Preço bom e o Luís Fernando ainda vai me dar mais um descontozinho básico. Já marquei a hora da RPG pra terça e já comecei a tomar os remédios.

Bem que ele disse que eu ficaria sonolenta. TÔ bêba de sono. Isso sim. Já tô caindo pelas tabelas. Vou dormir é cedo hj.

Mas antes, só pra controle: mandei mail pra Loba contando minha vida de uns meses pra cá. Eu tava sumida lá no blog dela e aqui no meu ela quase nunca passa. E tenho sentido falta dela aqui. Ah, fui pro chá bay da Karine e do Pedrinho e num guentei passar uma hora lá. tava bocejando direto.

Vou-me indo agora, povo. Com sono, muito sono. Zzzzzzzzzzzzzzzz....

 



Escrito por Anucha às 23h04

[ ]

[ ]

[ envie esta mensagem ]



Image hosted by Photobucket.com



Aparando arestas...

 

Ontem, meu dia terminou hoje às 6h da matina. É que depois de dançar pra me acabar com as meninas no Egipe, o Tanzinho resolveu me chamar pra “lavar roupa suja”. Roupa nossa, claro. A gente tava se estressando demais e precisava bater um plá... E que plá, viu? Primeiro, não conseguimos nos fazer ouvir um ao outro. Depois, puxamos coisas do fundo do baú. No final, um usou o ouvido e o ombro do outro como bons amigos que sempre fomos. Foi muito bacan pra mim essa reaproximação com o Stanley. Mas melhor ainda foi ter essa conversa com ele. Fui dormir com menos um gorila nas minhas costas...

 

Acordei pra assistir ao especial Estação Globo e amei ouvir velhas canções que embalaram nossas almas nessas telenovelas da Globo. Mas fiquei particularmente tocada com a letra da música “Festa”, que a Simone canta na noverla das Oito. Já prestou atenção?! É a descrição perfeita de como uma mulher “se entrega” quando está apaixonada. Que leitura bem feita, viu?

 

Cheguei às 2h no Casarão, nosso bat-local dos domingos, com o Marquim. Lá, já estavam Aline e Sandro numa mesa e o Fábio “sem diretoria” em outra. Trocamos umas três vezes de lugar, pra variar. Mas, no final, já com Luiz, Alcione, Beto e amiga Paula, passamos aquela chuva toda rindo muito, conversando pra caramba, fazendo “messenger de mesa” (bilhetinhos de papel), que serviram para aparar outras arestas e dar uma aliviada em algumas tensões que não estavam me fazendo bem. Saímos de lá atendendo a um convite do Beto para irmos jantar no Lau. Ele pagando tudo. Não dava pra dizer não, né?!

 

Recebi um telefonema no início da noite. Eu meio sem jeito. Meio sem saber o que dizer. Resultado de um fim de semana pensativo, cheio de interrogações. Mas sentir que do outro lado tinha alguém tentando ficar bem foi a certeza de que o Fábio Hernandez tem razão no texto “NEM SEMPRE VAI SER ASSIM!”, que a Sayuri Sato me sugeriu ler. Valeu, linda japopó!

(http://super.abril.com.br/super/colunas/carta/conteudo_55943.shtml)

 

Minha noite terminou super bem. Voltei pra casa sorrindo feito passarinho verde. Nada como arestas aparadas, sorrisos que retornam e muito carinho pra gente voltar a se sentir bem... com a gente e com os outros!

Tudo porque eu resolvi dar ouvidos ao que me falou, na noite de sábado, uma pessoa que lê a gente como poucos:

“TANTAS VEZES EU JÁ FRACASSEI.

TANTOS BONS MOMENTOS DESESPEREI.

POR PENSAR DEMAIS.

POR OUVIR DEMAIS.

POR NÃO SABER LEVAR A VIDA...

SIMPLESMENTE!!!

 



Escrito por Anucha às 00h34

[ ]

[ ]

[ envie esta mensagem ]



Image hosted by Photobucket.com